Claro 3G – Vergonhosamente ruim em Maceió

18 F Y

Estes quase 3 meses que venho usando a conexão à internet 3G fornecida pela Claro em Maceió têm sido sofríveis… Conseguiram apagar a boa imagem que eu tinha do serviço, formada nas poucas vezes que havia conectado através deles, tanto em Recife como em Maceió anteriormente.

Em dezembro ainda estava funcionando bem, até elogiei o serviço em um comentário em um dos meus posts sobre o (igualmente ruim) Giro, da Embratel. Pouco tempo depois deste comentário, começaram os problemas, bem conhecidos meus depois de um ano e meio de uso do Giro: Conexão estabelecida, parecendo tudo bem, com sinal do modem beirando os 100%, mas nada funcionando. Não é problema de resolução de DNS, tentei alguns sites que conheço o IP decorado e também os serviços de resolução do Google e da OpenDNS, todas as tentativas sem sucesso. Outro problema é que as vezes nem conecta, e você tem que esperar, uma, duas, cinco horas até que uma tentativa de conexão tenha sucesso, e ainda assim, torcer para quando conectar, a conexão funcionar.

Para piorar tudo de vez, mesmo quando a conexão está funcionando, como agora, está tudo absurdamente lento. O plano contratado aqui é de 600Kbps (que dá 75 KB/s). Várias vezes, com downloads em andamento (como agora, que estou tentando baixar o Chrome em uma máquina nova), abro o gerenciador do modem, que indica a taxa de transferência atual, e ele mostra velocidades entre (medições realizadas durante a escrita deste post) 22Kbps (2,75KB/s) e 46Kbps (5,75 KB/s). A observação destes valores é constante, e não me lembro de recentemente ter visto algo maior que 100kbps (atenção, estou realmente falando de kbps, e não kB/s. Para os que não sabem a diferença, ler este artigo).

Mesmo minha (pouca, repito) experiência com o Claro 3G em Recife tendo sido muito melhor do que esta destes ultimos 3 meses em Maceió, desisti de contratar este serviço para substituir o (atualmente insuportavelmente ruim) Giro, conexão que uso, ou pelo menos venho tentando usar, quando estou em terras pernambucanas. Vou buscar outras opções, pois a possibilidade de continuar tendo os mesmos problemas do Giro pagando 4 vezes mais me dá medo o suficiente para desistir da idéia.

Anúncios

Free space: 0 bytes

4 F Y

Print da “façanha” que consegui com meu pendrive durante a Campus Party:

Free Space: 0 bytes

Isso aconteceu por acaso, não forcei nada. Estava fazendo backup de uns arquivos de log que estavam no netbook, quando deu erro por falta de espaço no pendrive. Quando vi, faltavam 3 arquivos que não davam 100KB no total. Ao ver quanto de espaço livre tinha no pendrive, tive essa surpresa 🙂


Campus Party 2010 deixou saudades

3 F Y

Apesar da conexão não ter sido tão boa quanto foi prometido, a Campus Party desse ano foi show. O pessoal super animado, várias promoções, brindes, presentes e mimos distribuídos a torto e a direita fizeram parte de todos os dias da “São Paulo Nerd Week”, apelido dado por Marcelo Tas para essa semana de festa.

Foi ótimo pra conversar com pessoas de visões diferentes, fazer amizades e conhecer muita coisa. Algumas palestras, como a do Mitnick, a do @evilazaro e a de matemática para não matemáticos valeram muito a pena.

Pra mim, particularmente, outra ótima experiência foi avaliar os projetos do Desafio de Interoperabilidade. A galera mandou bem com projetos muito interessantes.

Seguem alguns vídeos que fiz na Campus Party 2010:

Dirigível do Windows Live Skydrive tirando onda durante a balada, dando rasante na cabeça da galera e voando de ré:

Galera jogando o papel do MercadoLivre pra cima de madrugada, algazarra total:

Jardim Robótico, projeto super interessante e bonito (ao som de MegaDriver!):

Técnicos arrumando a conexão:

Embaixadinhas Parte 1:

Embaixadinhas Parte 2:

E por fim, esse vídeo que (obviamente) não fui eu que fiz… “Imagens aéreas” da Campus Party, feitas por um dos dirigíveis que estavam no evento. Muito legal!


Segmentation Fault em vôo

2 F Y

Em pleno voo sobre o atlântico, indo para a escala em Dakar, estou eu jogando alguma besteira no sistema de entretenimento de bordo, quando de repente:

Aconteceu isso algumas vezes durante o vôo, não só na minha tela, como na de vários outros passageiros. Vendo os créditos dos joguinhos, que eram geralmente as apps que davam segfault, eles foram desenvolvidos por uma empresa indiana que eu nem lembro o nome.

Pra quem ainda não entendeu nada, um segfault é o equivalente a uma tela de “O programa encontrou um problema e será fechado” no XP ou “O programa não está respondendo” no Vista/7… Mas como no caso do segfault nessa telinha você não podia alternar e seguir trabalhando, tinha que se esperar um bom tempo até o sistema reiniciar…


Jardim Robótico na Campus Party 2010

1 F Y

Muito legal o projeto desse pessoal! Os girassóis realmente seguem a luz, e as flores são sensíveis a presença, cada “jarro” com um comportamento diferente. Um muda de intensidade quando a pessoa chega perto, outro muda de cor e outro fica piscando.

Além disso, dei sorte de ir filmar na hora que Megadriver tava tocando no palco da Petrobras. Curtam as imagens e o som!