Microsoft Student Partner – Agora eu sou um deles!

27 F Y

Opa pessoal… depois da Imagine Cup deste ano, as coisas esquentaram e acabei deixando o blog um pouco de lado, mas agora voltei. Não podia ter um post melhor para escrever do que este, afinal, ontem saiu o resultado da seleção do programa Microsoft Student Partners, e junto com meu sócio Lucas Mello e meu amigo do CIn Bruno Inojosa, fui selecionado para também ser um estudante parceiro Microsoft.

Mas o que é isso? O programa Microsoft Student Partners é uma iniciativa da Microsoft para aproximar-se da comunidade acadêmica. Os estudantes escolhidos no processo de seleção recebem diversos benefícios e são estimulados a estudar novas tecnologias, tendo inclusive acesso a produtos que ainda serão lançados no mercado. A Microsoft também aumenta a visibilidade destes estudantes na área acadêmica, e com o suporte do nome do programa, fica mais fácil organizar e ministrar palestras sobre tecnologia em universidades e faculdades.

Pessoalmente, considero que o maior objetivo de um MSP é difundir o conhecimento. Seja ao participar das ações da comunidade, seja compartilhando seus conhecimentos em palestras, ou mesmo ao disputar competições de tecnologia, onde suas idéias e resultados poderão servir de semente para que o pessoal mais novo se inspire e tente também criar e compartilhar.

E o que eu ganho com isso? É bom lembrar que o programa MSP não é estágio e não remunera financeiramente seus membros. Entre os vários benefícios concedidos aos MSPs (que podem ser conferidos neste link), considero que o mais importante mesmo sejam as oportunidades de aprender e estar por dentro das mais novas tecnologias. Além disso, fico muito feliz de ter o trabalho que realizei até agora reconhecido por um nome de peso como a Microsoft, e espero poder contribuir para que a comunidade cresça.

Para saber mais sobre o programa Microsoft Student Partner, visite: http://www.studentpartners.com.br

Anúncios

Proativa vai para a Polônia!!! Campeões nacionais da Imagine Cup 2010

26 F Y

Pessoal, hoje, depois de muito tempo de trabalho, e de apresentar o Pro@Edu pela manhã, nós do Proativa Team conseguimos ser campeões nacionais da categoria de Software Design na Imagine Cup 2010, o que nos leva automaticamente para as finais mundiais que acontecerão na Polônia entre os dias 3 e 8 de julho.

A cerimônia de premiação foi muito bem feita, e as atrações culturais, muito  bem escolhidas. A menina Crystal do Espirito Santo foi impressionante, demonstrando toda a sua habilidade com o piano. A Orquestra dos Meninos do Coque foi espetacular, dando gosto de aplaudir de pé.

As personalidades que discursaram durante a cerimônia também falaram bem, a maioria delas se preocupando com o nervosismo dos competidores em conhecer o resultado da competição.

Proativa com Governador, secretários e Luis Pinto

Proativa com Governador, secretários e Luis Pinto

Depois de muita comemoração no palco, fomos para o Palácio do Campo das Princesas, onde nos encontramos novamente com o Governador Eduardo Campos, que nos desejou boa sorte e reafirmou sua torcida pela equipe.


Proativa Team na Final Nacional de Software Design da Imagine Cup 2010!!!

10 F Y

É com uma grande felicidade que informo que o Proativa Team foi classificado para as finais nacionais da categoria de Software Design (aka Projeto de Software) da Imagine Cup 2010!

As finais ocorrerão no final de maio, aqui mesmo em Recife/PE, e o vencedor estará classificado para a fase mundial, na Polônia.

Agora é se preparar ainda mais para tentar avançar na competição!


Nostalgia: Pacote de Jogos MegaPak 8

1 F Y

Não me lembro exatamente o ano, devia ser algo entre 1999 e 2001, mas minha memória me permite ver com clareza a primeira vez que eu vi aquela caixa, num quiosque do “antigo” Shopping Iguatemi, agora Shopping Maceió.

Seu nome era MegaPak 8, e ela vinha com 10 jogos, originais, em 12 CDs, e custava algo próximo de R$ 80,00. De todos, o único que eu conhecia, e que foi responsável por boa parte de minha vontade de ter aquele pacote de jogos era o SimCity 2000. Eu enlouqueci com aquilo e pedi para meus pais. Eles disseram que não naquele momento, e tive que esperar ainda algum bom tempo até que eles finalmente comprassem… Acho que ela foi meu presente de Natal E Aniversário daquele ano (apesar dos 2 meses que separam as duas datas…).

Quando abri a caixa, além do meu conhecido e desejado SimCity 2000 (que na verdade era o Network Edition + Urban Renewal Kit), me deparei com os seguintes jogos:

CDs do MegaPak 8 que estão comigo em Recife. Os 2 cds de Cyberia 2 eu sei onde estão em Maceió. Os outros, não tenho a menor idéia...

Hoje, alguns destes CDs nem sei por onde andam. Alguns dos jogos, como o Jack Nicklaus 4, Mechwarrior 2 e o iM1A2 Abrams, eu nem dei tanta atenção, pois além de serem muito pesados para minha máquina na época (tenho quase certeza que eu ainda estava com meu Cyrix 586 120Mhz, com 16 MB de RAM, mas talvez já estivesse com o Pentium MMX 233Mhz com 32 MB…), não me agradaram muito quando eu estava com computadores mais potentes.

Os outros no entanto me trouxeram bons momentos. Screamer 2 era um ótimo jogo de corrida, meio underdog, acho que nunca vi muita gente falando sobre ele. Passei realmente muito tempo nesse jogo, e só parei quando depois de alguma atualização de OS (acho que foi quando migrei pro Windows XP) ele parou de funcionar (e eu não conhecia o DosBox…).

O Atari 2600 Action Pack servia de coleção de “jogos casuais” na época em que eu não tinha internet em casa, e vinha com os clássicos Boxing, Chopper Command, Cosmic Commuter, Crackpots, Fishing Derby, Freeway, Frostbite, Grand Prix, H.E.R.O., Kaboom!, Pitfall!, River Raid (o melhor!), Seaquest, Sky Jinks, e Spider Fighter.

Também joguei algumas vezes Return to Zork e Cyberia 2. Apesar destes jogos nunca terem conseguido prender muito minha atenção, consigo me lembrar de algumas cenas e situações que passei ao jogá-los.

Os melhores títulos do MegaPak 8, que até superaram a minha “paixão” por SimCity, foram o Broken Sword – The Shadow of the Templars, e o Jagged Alliance – Deadly Games.

Broken Sword - The Shadow of the Templars

Broken Sword - The Shadow of the Templars. Tela do início do jogo, logo após a explosão do café.

Broken Sword, um jogo de aventura, foi um grande vício que eu tive. Me ajudou muito a melhorar meu inglês, e os quebra-cabeças nem sempre triviais que o jogo oferecia me deixavam horas e horas tentando completá-lo. Confesso que de vez em quando, mesmo sabendo como completar o jogo praticamente todo decorado, ainda me aventuro um pouco no universo de George Stobbart e Nicole Collard. O principal problema deste jogo (e da maioria dos Adventure games daquela época) é o baixo replay value, já que depois de zerar uma vez, o jogo “perde a graça”, pois você sabe exatamente o caminho que deve trilhar para conseguir zerar.

Jagged Alliance – Deadly Games não sofre deste problema. Um RPG baseado em turnos (Turn-based Tactic RPG) onde você contrata mercenários para cumprir missões. A grande vantagem é que você pode fazer uma campanha longa (ou mesmo infinita), e transformar um mercenário fraco em quase um Mike (não entendeu? jogue JA-DG pra saber quem é Mike…). As missões são sempre “diferentes”, pois o computador pode gera-las a partir dos cenários que o jogo possui e que o jogador também pode criar. Enfim, esse é um jogo que me acompanha até hoje, e pra se criar uma relação de 10 anos com um jogo, ele tem q ser bom!

Uma pena que não encontrei mais relatos online de gente que comprou/tem o MegaPak 8. Até uns anos atrás eu ainda tinha o manual (super tosco, com umas traduções bizarras), vou procurar quando for pra Maceió de novo. (Edit: Agora até encontrei material sobre a coletânea online… antes, eu estava procurando por MegaPack 8… Mas agora é que percebi que não tem o “c”… mas ainda nenhum de relato de gente que comprou)

Só pra fechar, ficam algumas dicas:

  • A continuação do Jagged Alliance – Deadly Games (Jagged Alliance 2, não tão boa quanto o Deadly Games, mas bem divertido ainda) está disponível pra venda no Steam.
  • Existe um “remake” de Broken Sword – The Shadow of the Templars, seguindo a mesma história, mas com mais lugares e quebra-cabeças. Está disponível para iPhone, Nintendo DS e Nintendo Wii. O nome é Broken Sword – The Shadow of the Templars – Director’s Cut.

Embratel Giro – O fim da saga

22 F Y

O pessoal que acompanhou os posts narrando meu primeiro mês usando o Giro, da Embratel (partes da “saga”: 1, 2 e 3), criou um conteúdo que ultrapassou, e muito, as poucas e breves informações que fui capaz de escrever nos posts propriamente ditos. Até agora, já foram 609 comentários nos três posts que escrevi sobre minhas experiências com o Giro, a maioria muito útil e que deve ter ajudado muitas pessoas, que viram os posts num total de quase 22 mil vezes.

Como alguns devem ter percebido, parei de comentar há alguns meses nos posts do Giro. O principal motivo disso foi que cancelei o serviço há cerca de dois meses, e já não vinha usando praticamente desde novembro do ano passado.

Desde o começo, o serviço sempre teve seus pequenos problemas, mas estes foram piorando consideravelmente. No início, era tolerável devido ao preço, e que apesar da lentidão e do nosso famoso “modo inativo”, o custo-benfício ainda era positivo.

Desde setembro de 2009 no entanto, no lugar onde moro (Cidade Universitária, Recife/PE), eu praticamente não conseguia nem conectar, principalmente durante a semana. Quando conectava, ficava a conexão “morta”, sem conseguir fazer nada. Tentei de tudo, troquei os servidores de DNS, botava o telefone em locais mais abertos, fiz promessa pra Santo Expedito, mas nada deu jeito. Como durante o fim de semana ainda vinha funcionando, continuei com o Giro, mas já procurando por alternativas.

Os fatores para eu cancelar de vez o Giro, além da baixa qualidade que o serviço vinha oferecendo nos últimos meses, foram dois: Primeiro, meu telefone (um Nokia 1508i) levou uma queda. Apesar de continuar funcionando, o visor quebrou e não consigo ver nada. Consegui um aparelho idêntico, que minha mãe tinha parado após ter cancelado seu Livre, mas não consegui transferir devido à burocracia imposta pela Embratel para realizar esta transferência. O segundo e decisivo fator foi que ao voltar das férias, o pessoal do local onde moro estava dividindo uma conexão de 8MB do Velox (obrigado por vir pra Recife e gerar concorrência, GVT 😉 ), num preço bem camarada por cabeça, e decidi entrar no bolo…Hoje estou pagando menos do que pagava no Giro e mesmo nos seus piores momentos, a conexão ainda está melhor do que os meus “melhores momentos” com o Giro.

Hoje, pelo menos para quem está no Recife, posso dizer que não recomendo o Giro. Algumas pessoas de outros lugares, como Manaus por exemplo, vem tendo boas experiências com o serviço. Quem está na dúvida, recomendo MUITO a leitura dos comentários dos outros posts, que relatam bem a experiência das pessoas com o Giro da Embratel em várias cidades do Brasil.

A saga completa:

Embratel Giro – Primeiras Impressões – Parte 1 (a escolha)

Embratel Giro – Primeiras Impressões – Parte 2 (As primeiras 24 horas)

Embratel Giro – Primeiras Impressões – parte 3 (O primeiro mês)


Download 102% Completo

16 F Y

Mais uma bizarrice:

Download 102% completo

Download 102% completo

Baixando o conector/driver de MySql para .NET compatível com Entity Framework, usando o Free Download Manager, me deparei com isso. Pra quem chegou aqui procurando pelo driver, segue o link: http://www.mysql.com/downloads/connector/net.

PS: O arquivo chegou certinho e instalou o conector sem problemas 😉


Promoção TIM Brasil Infinity – Torça mais ainda para o Brasil ganhar a Copa

13 F Y

Jogo rápido: Recebi uma mensagem em meu TIM hoje divulgando a nova Promoção Brasil Infinity. O esquema é o seguinte: Por R$ 4,90 (Pós-Pago) ou R$ 9,90 (Pré-Pago), você entra na promoção Infinity, de pagar apenas o primeiro minuto de cada ligação (para outros telefones TIM), por R$ 0,25 centavos, durante 3 meses. A Infinity em geral já é uma promoção muito boa, principalmente se você precisa falar muito em ligações DDD.

Apesar da Imagem ser da Brasil Infinity Pós, também tem a opção pra quem é Pré-Pago

Apesar da imagem ser da Brasil Infinity Pós, a promoção também está disponível para quem é Pré-Pago, só muda o valor de adesão.

A maior vantagem desta nova promoção é: Se o Brasil ganhar a Copa do Mundo, a TIM vai estender a promoção até 31/07/2014. É uma boa aposta a se fazer, e virtualmente “de graça” pra quem ainda não está com alguma outra “versão” da Infinity, pois o preço é praticamente idêntico ao que se pagaria por mês para aderir à Infinity por um ano.

Hoje mesmo eu vou botar crédito, entrar na promoção e ter mais um (ótimo…) motivo pra torcer pela Seleção!

PS: O site da promoção do Pré-Pago diz que existe também uma “versão” para aderir por um ano, por R$ 14,90, nesta promoção. Se o Brasil ganhar a Copa no entanto, não tem vantagem nenhuma. Se você acredita na seleção, entra na de 3 meses, se tem maiores dúvidas, entra na de um ano 😉